Centro de Formação Profissional O Sábio de Lago Unipessoal, Lda.

TÉCNICO/A SUPERIOR DE SEGURANÇA NO TRABALHO B-LEARNING

Modalidade

Formação B-Learning

Preço

810 € Isento de IVA

Duração

560H

Apresentação

CURSO CERTIFICADO pela Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT): Certificado Nº 0892015

O Centro de Formação Profissional "O SÁBIO DE LAGO" desenvolve o Curso de Técnico Superior de Segurança no Trabalho desde a sua fundação em 2003, tendo desenvolvido perto de 200 Ações, acumulando experiência e formando centenas de profissionais, cuja aprendizagem os lançou no mercado de trabalho em diversas empresas como Técnicos; como formadores ou ainda com a criação da sua própria empresa na área da HST.

Dada a evolução das novas tecnologias e o acompanhamento das entidades certificadores, neste caso a DGERT e a ACT., atualmente, a formação é desenvolvida na modalidade B-learning, sendo a componente teórica com a duração de 440 Horas, desenvolvida totalmente em E-learning e o estágio em contexto real de tralho com a duração de 120 horas, desenvolvida presencialmente em empresas selecionadas para o efeito, ou no seu próprio local de trabalho.

Desta forma, o formando tem acesso á formação sem sair de casa e sem perder a inter-ação, a troca de experiências e a dinâmica de grupo como se fosse na modalidade presencial, para além de não estar limitado á área geográfica do país.

O formando, pode assim gerir o seu tempo profissional, familiar e de crescimento pessoal, pois esta é uma das formações que mais valor acrescenta a cada indivíduo, independentemente da sua habilitação académica.

A formação E-learning é desenvolvida através da plataforma MOODLE, em espaço próprio da Entidade Formadora "O SÁBIO DE LAGO" organizada da seguinte forma por cada Módulo:

- Aulas Síncronas (em tempo real, por videoconferência, com a interação do formador e do grupo);

- Aulas Assíncronas (através de fóruns, sem horas marcadas);

- Auto-estudo com resolução de exercícios, estudo de casos e trabalhos práticos com a orientação do formador;

- Estágio em contexto real de trabalho, desenvolvido no final da componente teórica, tendo lugar à apresentação do relatório final de estágio por videoconferência (consoante cronograma a disponibilizar no nosso site no agendamento das ações).

Destinatários

Todos os indivíduos com habilitações académicas de grau superior (Licenciatura concluída ou superior)em qualquer área de formação, que pretendam a obtenção do Título Profissional de Técnico Superior de Segurança no Trabalho.

Objetivos

A acção de formação tem como objectivos tornar os formandos capazes de:
-Implementar o Sistema de Segurança no Trabalho nas empresas, consoante a legislação em vigor;
- Acompanhar as dinâmicas inerentes a todos os sistemas de Higiene e Segurança no Trabalho, consoante o ramo de actividade e suas necessidades específicas.



1. Aplicar os princípios, modelos e técnicas de planeamento à organização do sistema gestão da prevenção de riscos e à elaboração do plano de prevenção de riscos profissionais.
2. Aplicar as metodologias de análise de custo/benefício no domínio do planeamento da prevenção de riscos.
3. Identificar as situações que exigem a elaboração de planos específicos de prevenção e de protecção.
4. Identificar as situações que requerem planos de emergência e aplicar os princípios e técnicas de organização da emergência à estruturação do plano.
5. Utilizar os métodos e as técnicas adequados à avaliação dos riscos associados às condições de segurança e higiene no trabalho, aos factores ergonómicos e psicossociais e à organização do trabalho.
6. Analisar e definir medidas de prevenção e de protecção.
7. Operacionalizar e controlar a implementação das medidas de prevenção e de protecção.
8. Orientar tecnicamente a actividade dos profissionais na área da segurança e higiene no trabalho, relativamente à avaliação e controlo de riscos, às intervenções no contexto de acidentes e incidentes e à adopção das medidas correctivas.
9. Aplicar metodologias e técnicas de avaliação de riscos potenciais na fase de concepção de locais, postos e processos de trabalho.
10. Aplicar técnicas de identificação de necessidades de informação relativamente a prevenção de riscos profissionais.
11. Aplicar técnicas de comunicação na concepção de programas. na elaboração de instrumentos de informação e na difusão de suportes de informação.
12. Utilizar técnicas adequadas à avaliação da qualidade e eficácia da informação junto dos destinatários.
13. Aplicar técnicas de identificação de necessidades de formação relativamente a prevenção de riscos profissionais.
14. Aplicar técnicas de concepção de programas e de elaboração de conteúdos de formação.
15. Utilizar técnicas adequadas à avaliação da qualidade e eficácia da formação.
16. Aplicar as técnicas de comunicação em sessões de sensibilização e na concretização de acções de formação.
17. Elaborar propostas tendo em vista a dinamização do funcionamento dos órgãos de participação da empresa e das actividades de consulta dos trabalhadores e seus representantes no âmbito da prevenção.
18. Identificar nos diversos sectores da empresa os dados informativos necessários à gestão do sistema de prevenção.
19. Definir os domínios e os conteúdos dos registos dos dados, efectuar o tratamento, arquivo e actualização da informação e elaborar as notificações obrigatórias.
20. Promover a articulação da empresa com os organismos da rede de prevenção com vista à obtenção de apoio técnico e ao intercâmbio de informação.
21. Identificar necessidades em termos de recursos humanos e de serviços no âmbito da prevenção e da protecção, elaborar o cadernos de encargos e seleccionar os recursos ou serviços a contratar.
22. Apoiar auditorias e inspecções externas, no sentido de fornecer as informações relevantes e os meios necessários e de integrar as conclusões e recomendações.

Programa

1. Metodologia e técnicas de avaliação dos factores psicossociais;
2. Intervenção psicossocial: alterações na organização do trabalho, alterações no indivíduo;
3. O "stress”: conceito, factores de risco, avaliação do risco, consequências, medidas preventivas;
4. O erro humano: conceito, causas e consequências, medidas preventivas.
1. Noções de direito comunitário;
2. Conceitos jurídicos; directivas, decisões e regulamentos comunitários;
3. Leis, decretos- lei, decretos regulamentares, portarias;
4. Normas vinculativas e normas de recomendação;
5. Noções de legislação laboral;
6. Quadro normativo da prevenção de riscos profissionais relativo à gestão de um sistema de prevenção na empresa (Lei n.º 102/2009 de 10 de Setembro);
7. Organização e funcionamento dos serviços de segurança, higiene e saúde no trabalho;
8. Legislação relativa à elaboração de planos detalhados de prevenção e protecção;
9. Legislação de âmbito sectorial (estabelecimentos industriais e de escritório, comércio e serviços, minas e pedreiras, estaleiros temporários ou móveis, pescas);
10. Legislação relativa à segurança e saúde de grupos particularmente vulneráveis (jovens, mulheres);
11. Legislação relativa à prevenção de acidentes graves;
12. Legislação aplicável ao licenciamento industrial e à segurança de produtos;
13. Reparação de acidentes de trabalho e doenças profissionais.

1. Indicadores do desempenho da empresa (ex. qualidade, produtividade, competitividade, custos de produção);
2. Princípios gerais de gestão (política, organização, planeamento, avaliação do desempenho, auditorias);
3. Componentes fundamentais dos processos produtivos;
4. Principais elementos da natureza das empresas e outras organizações produtivas e da sua estrutura organizativa e económica – financeira;
5. Principais funções da gestão (recursos humanos; organização do trabalho; formação e informação; produção; aprovisionamento; manutenção; qualidade; ambiente; prevenção de riscos profissionais; sistemas de informação e de comunicação);
6. Modelos e formas de organização do trabalho;
7. Órgãos e formas de consulta e participação dos trabalhadores;
8. Principais elementos caracterizadores das condições de trabalho (sistemas remuneratórios, tipologias dos contratos de trabalho e duração do trabalho);
9. Princípios e técnicas de planeamento;
10. Sistemas de gestão da qualidade e ambiente.
1. Elementos da arquitectura tecnológica (infra-estruturas, software) e da arquitectura da informação (quem cria informação e quem a utiliza);
2. Tipos de informação (de suporte à realização de operações e de tarefas; informação para a decisão e informação para a qualificação);
3. Técnicas de informação, de comunicação e de negociação;
4. Metodologias e técnicas adequadas para avaliação da qualidade e eficácia da informação e comunicação;
5. Técnicas de concepção de normas internas;
6. Instrumentos de informação e seus domínios de aplicação utilizados na prevenção de riscos profissionais (ex. cartaz, boletim, vídeograma, diaporama);
7. Princípios e técnicas básicas utilizadas na concepção/elaboração de instrumentos de Informação;
8. Técnicas de utilização de suportes de informação (scripto, áudio, multimédia e outros);
9. Metodologias e técnicas de identificação de necessidades de informação, em função dos diversos públicos alvo;
10. Tipos de informação específica no âmbito da prevenção de riscos profissionais nomeadamente, sinalização de segurança, rotulagem de produtos perigosos e respectivas fichas de segurança, manuais de instruções de máquinas, normas internas de procedimentos, manuais de segurança e higiene no trabalho;
11. Metodologias e técnicas de comunicação individual e grupal;
12. Técnicas de utilização de equipamentos de comunicação (ex. retroprojector)
13. Domínios e conteúdos e momentos dos registos a efectuar;
14. Técnicas de organização de arquivo e gestão de arquivo;
15. Domínios, conteúdos e momentos das notificações obrigatórias;
16. Princípios e técnicas de liderança, orientadas para a coordenação de equipas de trabalho;
17. Metodologias e técnicas de animação no domínio da prevenção de riscos profissionais (animação de reuniões, de grupos de discussão, etc.).

1. Metodologias e técnicas de identificação de necessidades de formação, em função dos diversos públicos-alvo;
2. Metodologias e técnicas de concepção de programas de formação (definição de objectivos e conteúdos pedagógicos, recursos e condições de execução da formação);
3. Metodologias e técnicas de formação adequadas às estratégias definidas (ex. técnicas de motivação, métodos pedagógicos, gestão dos tempos e dos meios necessários);
4. Técnicas de utilização de equipamentos de formação (ex. retroprojector)
5. Técnicas de avaliação dos formandos;
6. Metodologias e técnicas adequadas para a avaliação da qualidade e eficácia da formação.

1. Obtenção, análise e classificação de amostras;
2. Tratamento estatístico de amostras;
3. Intervalos de confiança;
4. Conceito de fiabilidade;
5. Probabilidade de falhas associadas a equipamentos e sistemas (em série e em paralelo).
1. Metodologias, meios e equipamentos necessários à estruturação de planos de emergência;
2. Critérios de dimensionamento de recursos humanos;
3. Critérios de localização e dimensionamento de vias e saídas de emergência;
4. Critérios de localização e dimensionamento de equipamentos de combate, de evacuação e de primeiros socorros;
5. Suporte Básico de vida;
6. Equipamentos de protecção individual e respectivas características (a utilizar pelas equipas de intervenção);
7. Entidades e organismos responsáveis pela protecção civil;
8. Sistemas de combate a incêndios e respectivos critérios de dimensionamento;

1. Conceito de trabalho, de saúde, de perigo, de risco, de acidente, de acidente grave, de incidente, doença profissional, doença relacionada com o trabalho, condições de trabalho, prevenção, prevenção integrada, protecção, avaliação de riscos, controlo de riscos;
2. Medicina do trabalho: conceitos básicos, objectivos e funções;
3. Glossário de termos equivalentes em francês e inglês;
4. Indicadores segurança, higiene e saúde no trabalho;
5. Custos directos e indirectos de acidentes de trabalho, doenças profissionais, absentismo;
6. Indicadores estatísticos de sinistralidade e doenças profissionais;
7. Metodologias de análise de custo/beneficio;
8. Critérios de avaliação de propostas (técnicos, sociais e económicos;
9. Modelos de gestão da prevenção de riscos profissionais;
10. Planos de prevenção;
11. Competências e capacidades e dos organismos da Rede Nacional de Prevenção de Riscos Profissionais;
12. Âmbitos, metodologias e técnicas de auditorias e de inspecções;
13. Sistemas e critérios de qualidade relativos aos recursos externos existentes no mercado;
14. Elementos e conteúdos a contemplar nos cadernos de encargos;
15. Critérios de selecção de recursos externos;
16. Órgãos de consulta e participação dos trabalhadores no âmbito da prevenção de riscos profissionais;
17. Domínios e momentos da consulta e participação dos representantes dos trabalhadores;
18. Sistema de qualificação dos vários técnicos e especialistas na área da prevenção de riscos profissionais;
19. Interfaces (complementaridades, sobreposições de actuação, potenciais conflitos) na intervenção dos vários técnicos e especialistas;
20. Princípios de ética e de deontologia aplicáveis aos profissionais da prevenção dos riscos profissionais;
21. Domínios de intervenção das diferentes valências que resultam de normativos legai
Agentes Físicos 22H

- Ruído: Parâmetros e unidades de medição, equipamentos de leitura e seus princípios de funcionamento; efeitos da exposição, valores limite de exposição e nível de acção, metodologia e estratégia de amostragem (localização dos pontos de medição, duração e momentos da amostragem, número e frequência de amostras, tratamento estatístico de resultados), medidas de prevenção e de protecção colectiva e individual, legislação e normas técnicas.
- Vibrações: parâmetros e unidades de medição, equipamentos de leitura e seu principio de Funcionamento, efeitos da exposição, valores limite de exposição, metodologia e estratégia de amostragem (localização dos pontos de medição, duração e momentos da amostragem, número e frequência de amostras, tratamento estatístico dos resultados...), medidas de prevenção e de protecção colectiva e individual, legislação e normas técnicas.
- Procedimentos de calibração dos instrumentos de leitura.
- Sistemas de ventilação e condicionamento do ar; parâmetros básicos de dimensionamento (taxas de renovação, caudal, localização e tomadas de ar), critérios de manutenção e limpeza de sistemas.
- Radiações: tipos, parâmetros e unidades de medição, equipamentos de leitura e seus princípios de funcionamento, efeitos da exposição, valores limite de exposição e nível de acção, metodologia e estratégia de amostragem (localização dos pontos de medição, duração e momentos da amostragem, número e frequência de amostras, tratamento estatístico de resultados...) medidas de prevenção e de protecção colectiva e individual, legislação.
- Ambiente térmico: conceito de "stress térmico" e de conforto térmico, parâmetros e unidades de medição, equipamentos de leitura e seu princípios de funcionamento, efeitos da exposição ao "stress térmico", valores limite de exposição, metodologia e estratégia de amostragem (localização dos pontos de medição, duração e momentos da amostragem, número e frequência de amostras, tratamento estatístico de resultados), medidas de prevenção e de protecção colectiva e individual, critérios para avaliação do conforto térmico, legislação e normas técnicas.

Agentes Biológicos 20H

- Noções de microbiologia e epidemiologia; classificação, perigos, efeitos da exposição, critérios de avaliação da exposição, medidas de prevenção e de protecção colectiva e individual, legislação.
Efeitos resultantes de exposições combinadas (exposição simultânea ou sequencial a vários factores de risco).

Agentes Químicos 20H

- Classificação de perigo, vias de penetração no organismo, efeitos da exposição, valores limite de exposição e níveis de acção, índices biológicos de exposição, instrumentos de medição e seus princípios de funcionamento, metodologia e estratégia de amostragem (localização dos pontos de recolha de amostras, duração e momentos da amostragem, número e frequência de amostras, tratamento estatístico de resultados), noções elementares relativas a métodos analíticos (espectrofotometria, cromatografia, absorção atómica, microscopia); medidas de prevenção e de protecção colectiva e individual, exposição a agentes químicos específicos (cancerígenos, amianto, chumbo, cloreto de vinilo), legislação aplicável.

Demonstração e utilização de equipamentos 4H

- Princípios e domínios da Higiene do Trabalho;
- Metodologias e técnicas de avaliação e controlo da exposição aos agentes;


  • 1. Agentes Físicos
  • 2. Agentes Químicos
  • 3. Agentes Biológicos
  • 4. Demonstração de Equipamentos
SEGURANÇA DO TRABALHO - Parte 1 (31H)

1. Princípios e domínios da Segurança do trabalho;
2. Causas e consequências dos acidentes de trabalho;
3. Avaliação e controlo de riscos associados a:

a) Locais e postos de trabalho: riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável;
b) Equipamentos de trabalho: riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável;
c) Armazenagem, utilização e eliminação de produtos químicos perigosos: riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável;
d) Transporte de cargas: riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável;
e) Transporte manual de cargas: riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável;
f) Actividades e operações particularmente perigosas (ex. soldadura, trasfega de líquidos inflamáveis, trabalhos em espaços confinados, trabalhos hiperbáricos, trabalhos em altura).

SEGURANÇA DO TRABALHO - Parte 2 (33H)

1. Avaliação e controlo de riscos específicos;

a) Riscos eléctricos: técnicas de avaliação de riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável.
b) Riscos de incêndio e explosão: técnicas de avaliação de riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável.
c) Riscos de emissão e dispersão de produtos tóxicos: técnicas de avaliação de riscos, medidas preventivas e de protecção e legislação aplicável.

2. Metodologias para concepção de listas de verificação a partir de diplomas legais, normas técnicas, códigos de boas práticas, informação técnica, manuais de instruções dos equipamentos...(ex. por sector de actividade, por tipo de risco, por profissão, por operação, por componente material do trabalho).

3. Instrumentos de detecção e de medida de leitura directa no domínio da segurança (explosivímetros, detectores de gases e vapores, manómetros) e seus princípios de funcionamento.

1. Conceito, objectivos e metodologia de estudo;
2. Noções de fisiologia (trabalho muscular);
3. Antropometria;
4. Concepção de postos de trabalho;
5. Concepção de equipamentos de trabalho;
6. Interface homem- máquina;
7. Factores ambientais de incomodidade: ruído (tarefas que requerem concentração e sossego), vibrações, ambiente térmico, qualidade do ar;
8. Sistemas de iluminação: tipos, parâmetros e unidades de medição, equipamentos de leitura e princípios de funcionamento; efeitos sobre a visão, critérios para avaliação do risco, medidas de prevenção e de protecção, parâmetros básicos de dimensionamento de sistemas de iluminação artificial (localização, intensidade luminosa, selecção de armaduras); critérios de manutenção e limpeza do sistema de iluminação níveis de iluminação recomendados, normas técnicas.
9. Trabalhos com ecrãs de visualização: riscos, medidas de prevenção e de protecção, legislação.
10. Organização do trabalho: conceitos, metodologia e critérios de avaliação de riscos associados à:

a)Carga física do trabalho (esforços, posturas, trabalho sedentário, trabalho em pé);
b)Carga mental do trabalho (trabalho monótono e repetitivo);
c)Organização do tempo de trabalho (trabalho por turnos e trabalho nocturno).
1. Introdução;
2. Antes da obra;
3. Decorrer da obra;
4. Riscos;
5. Lista de verificação de segurança.
1. Conceitos e a terminologia, relativos ao processo de avaliação de riscos;
2. Metodologias de avaliação dos riscos (ex. por sector de actividade por tipo de risco, por profissão por operação por componente material do trabalho);
3. Metodologias e técnicas de avaliação de riscos por potenciais na fase de concepção;
4. Metodologias e técnicas de identificação de perigos (ex. observação directa, entrevistas, consulta dos trabalhadores, informação técnica especializada, listas de matéria primas, produtos intermédios, subprodutos, resíduos e produtos finais, rotulagem e fichas de segurança de produtos químicos, listas de absentismo, de doenças profissionais e de acidente de trabalho, investigação de acidentes, incidentes e falhas);
5. Técnicas qualitativas e quantitativas de estimativa de riscos;
6. Técnicas de análise indutivas e dedutivas;
7. Critérios e valores de referência contemplados nomeadamente na legislação, na normalização, nos códigos de boas práticas aplicáveis aos riscos profissionais (ex. valores limite de concentração, indicadores biológicos de exposição, indicadores estatísticos de sinistralidade e de doenças profissionais, índices de explosividade, pressões máximas admissíveis, tensões de segurança);
8. Princípios gerais de prevenção;
9. Medidas de "prevenção e de protecção (medidas de engenharia, organização do
trabalho, formação, informação, protecção colectiva e individual);
10. Medidas de engenharia (ex. modificação de processos e equipamentos, processos por via húmida, manutenção, ventilação, acústica, isolamentos, barreiras, amortecedores);
11. Medidas organizacionais (gestão dos tempos de exposição aos factores de risco, procedimentos, rotação e permuta de trabalhadores, sistemas de coordenação, arrumação e limpeza dos locais de trabalho);
12. Medidas de informação e de formação;
13. Medidas de protecção colectiva: critérios de selecção, manutenção e conservação dos equipamentos de protecção colectiva;
14. Equipamentos de protecção individual (tipos, componentes, órgãos a proteger, classes de protecção) e respectivos critérios de selecção;
15. Critérios de utilização, manutenção e conservação dos equipamentos de protecção individual;
16. Sinalização de segurança: critérios de selecção, instalação e manutenção;
17. Medidas de prevenção e protecção adequadas à fase projecto;
18. Medidas de prevenção e protecção em situação de perigo grave e imediato;
19. Critérios para a programação da implementação de medidas (ex. hierarquização das medidas recursos disponíveis, articulação com os diferentes departamentos da empresa);
20. Técnicas de acompanhamento e controlo da execução das medidas de prevenção;
21. Metodologias e técnicas para avaliação do grau de cumprimento de procedimentos;
22. Critérios de avaliação do custo e beneficio das medidas de prevenção e de protecção;
23. Técnicas de avaliação da eficácia das medidas (ex. reavaliação dos riscos, entrevistas, questionários)
A formação prática em contexto real de trabalho, tem como objectivo principal dar condições ao formando, de aplicar na prática os conteúdos aprendidos ao longo do curso, ajudando-o a perspectivar a sua aplicação na vida real.

Acompanhamento da turma durante o estágio por orientador definido pela Entidade Formadora "O SÁBIO DE LAGO", com o objetivo de ajudar a turma e rentabilizar ao máximo a componente prática e também a prestar o auxilio necessário na elaboração do relatório final do curso.

Formadores habituais

Ana Cristina Fernandes da Silva

Ana Cristina Fernandes da Silva

Ana Feio

Ana Feio

Dr. Carlos de Deus da Silva Gomes

Dr. Carlos de Deus da Silva Gomes

José Miguel Fernandes

José Miguel Fernandes

Natália Rosa Silva Cachetas

Natália Rosa Silva Cachetas

Pedro Cunha

Pedro Cunha

Rosa Arantes

Rosa Arantes

Rui Vieito (Engº)

Rui Vieito (Engº)

Outras Informações

Habilitações literárias: (requisito obrigatório)

Escolaridade mínima: Licenciatura (concluída)

810 € Isento de IVA


Facilidades de pagamento:

- Pagamento a pronto com desconto de 5% PP = 769,50€
- 8 prestações mensais consecutivas no valor de 90 €

O pagamento da inscrição é efetuado 8 dias antes do curso iniciar para confirmar a vaga na turma. NOTA IMPORTANTE: O valor da inscrição está incluído no valor total do curso.
Todos os formandos que atingirem os objetivos pedagógicos definidos para o curso frequentado, irão obter um Certificado de Formação Profissional emitido através da Plataforma SIGO (GEPE – Ministério da Educação)como previsto na Portaria nº 474/2010, de 8 de Julho.

Obtenção do Título Profissional de Técnico de Segurança do Trabalho (CAP) emitido pela ACT.

Testemunhos

A formação foi extremamente útil e prática.
A Senhora Formadora era bastante acessível a apresentação de dúvidas e esclarecimentos, relativamente às matérias dadas.
Obrigada.
Maria
Cabeleireira
A formação foi muito útil. Uma excelente formadora.
Diogo Azevedo
CEO

Também pode ter interesse

Lago (Amares)
1210H

E-Learning
100H

Subscreva a nossa newsletter

Receba regularmente as nossas sugestões, notícias e ofertas especiais